Assine, Siga, Curta, ajude! LorotaDigital

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

O Pré-Crime, da ficção para a realidade


 Projeto americano detecta "más intenções" nas pessoas


Parece ficção científica, mas é realidade: o Departmento de Segurança Interna dos Estados Unidos (DHS) está construindo um protótipo que vai usar fatores como etnia, sexo, respiração e até a frequência cardíaca para detectar sinais que indiquem más intenções. O objetivo seria "prever crimes" ou atitudes suspeitas das pessoas.

Segundo o CNET, um documento interno de 2010 sobre o tal protótipo veio à tona. O projeto do sistema de "pré-cime" é chamado "Future Attribute Screening Technology" (FAST) - traduzindo para o português, "Tecnologia de Triagem de Atributos do Futuro".

Peter Boogaard, o vice-secretário de imprensa do Departamento de Segurança Interna americano, deu uma declaração ao CNET que dizia: "O FAST é projetado para rastrear e monitorar, entre outras funções, os movimentos do corpo, alterações do tom da voz, alterações no ritmo e entonação da fala, movimentos oculares, as mudanças de calor do corpo e padrões respiratórios. Profissão e idade também são consideradas."

O governo americano parece ter ambições grandiosas. O FAST, inicialmente sugerido pela DHS para ser usado em postos de controle de aeroportos, deve ser usado em versões móveis, além de locais como fronteiras ou grandes eventos públicos, como convenções ou festividades esportivas.

Na ficção, um sistema parecido como esse foi citado no filme futurístico "Minority Report" (2002), no qual crimes eram premeditados por três criaturas com poderes paranormais através de visões dos assassinatos, evitando que eles aconteçam.

Fonte: Olhar digital.